Zona Leste recebe o 1º Fórum de Negócios de Impacto da Periferia para impulsionar o setor e reunir empreendedores sociais no território

Evento acontecerá dia 17/08 no Galpão ZL em São Miguel Paulista e reunirá investidores e articuladores locais. O encontro foi organizado em parceria com o Fórum promovido pela A Banca na Zona Sul e contará com palestras, oficinas e debates para interessados em negócios de impacto social na região.

0
544

EVENTO: as periferias de São Paulo e a atitude empreendedora da população sempre foram terreno fértil para a criação de muitos negócios regionais. Mas foi só na última década que a junção dessa potencialidade somada a necessidade de soluções em negócios visando resolver problemas sociais, ganhou importância dentro e fora do território. Esse ambiente inovador fez surgir os negócios de impacto periférico e a Zona Leste, a maior periferia da cidade de São Paulo, como um pólo potencial para o setor.

Fruto da articulação entre fomentadores locais das periferias da Zona Leste e da Zona Sul, nasce o 1º Fórum de Negócios de Impacto na Periferia realizado na Zona Leste – a Zona Sul já está na segunda edição. O objetivo do Fórum é promover um encontro entre os diferentes segmentos do Ecossistema de Negócios Sociais e é endereçado para empreendedoras e empreendedores das periferias da cidade de São Paulo, em especial a periferia da Zona Leste dentro do quadrilátero formado por Itaquera, São Miguel, Itaim Paulista e Cidade Tiradentes. A organização contará com a colaboração de articuladores, empreendedores, investidores e atores relevantes ligados aos Negócios de Impacto Social e da Economia Criativa no Brasil.

O 1º FNIP ZL será realizado das 9h às 15h no Galpão ZL, localizado na Rua Serra da Juruoca, 112, no Jardim Lapena, dentro do espaço da Fundação Tide Setubal.

Será um dia de muita conexão e formação empreendedora, com mais de 15 palestrantes convidados, exposição de cases de Negócios de Impacto da Periferia e 3 mesas temáticas com a presença de empreendedores, representantes do governo, fundações e institutos de todo o País.

O evento ainda contará com a participação de grupo musical local, feira de empreendedores e literatura periférica, além de outras atividades.

Para participar do evento gratuito, os interessados devem fazer inscrição online para adquirir o ingresso.

Inscrição no sympla: bit.ly/2YmVqTE 

Mais informações no portal Aupa: bit.ly/2LYyuDo

Evento no Facebook: bit.ly/2YHiImp

 

IDEALIZAÇÃO: ANIP / A Banca

REALIZAÇÃO: Fundação Tide Setubal, Emperifa e Bancadão 

MÍDIA OFICIAL: Aupa

 

 

 


Programação:

 

9h  Recepção e café da manhã

9h20  Boas-vindas: poesia com Andrio Candido e Nathielly Janutte

9h40  Apresentação: Dj.Bola (ANIP) e Susanne Sassaki (Aupa)

9h50 Acolhida: Greta Salvi (Fundação Tide Setúbal)

10h às 11h

PAINEL DE ABERTURA

“O que são Negócios de impacto periférico?”

Quais são as principais motivações que levam empreendedores sociais do território a criarem empresas e soluções focadas nos problemas da periferia? E por que essa é uma grande oportunidade de negócio para quem quer começar – ou melhorar- um empreendimento local e ainda melhorar as condições da população mais vulnerável. Para ajudar a responder o que está por trás de um negócio de impacto periférico, três grandes referências do setor irão compartilhar os desafios enfrentados em seus negócios sociais de impacto.

MESA: Matheus Cardoso, nascido no Jardim Pantanal e criador do Moradigna, negócio de impacto com foco em reformas de casas para população de baixa renda; Débora Luz, cofundadora do Clube da Preta, solução que conecta afro-emprendedores com seus consumidores e Fabiana Ivo, diretora pedagógica da produtora cultural e social A Banca. A mediação fica por conta de Greta Salvi, coordenadora de inovação e empreendedorismo da Fundação Tide Setubal.

11h30 às 13h (mesas concomitantes em três espaços)

 

MESA 1

“Investimento, formação e conexões para fortalecer o empreendedorismo social na ZL”

É fato: existe grande oferta de capital para investir no setor de impacto social. Mas, esses recursos realmente chegam nas mãos dos empreendedores das periferias? E quando o dinheiro vem, quem apoia os empreendedores durante a jornada? Conheça os programas, atores e iniciativas que estão construindo o campo de investimento e apoio ao empreendedor na periferia da Zona Leste hoje. De universidades, passando por governo e investimento social privado, um debate sobre o papel de cada organização no fortalecimento dos negócios de impacto na ZL. 

PITCH: (Abertura da mesa com um breve relato de um empreendor sobre seu negócio de impacto) Diogo e Diego são os criadores da PL4way, escola de inglês com método inovador de ensino e preços acessíveis. Os fundadores são da Zona Leste e irão dividir a trajetória do negócio que já recebeu investimento e foi acelerada pelo Vai Tec.

MESA: Viviane Naigeborin, superintendente da Fundação Arymax; Natalia Menezes, gerente de investimento social da Via Varejo, Frederico Celentano, diretor-presidente da Ade Sampa, Agência São Paulo de Desenvolvimento do município; Jane Marques, professora do curso de Mestrado Profissional em Empreendedorismo Profissional da EAC/USP-Leste. A mediação fica por conta de Ednusa RIbeiro, empreendedora e co-fundadora do coletivo Meninas Mahin que promove feiras na Zona Leste.

 

MESA 2

“Criatividade como fator estratégico nos negócios periféricos”

A criatividade é um fator presente nas periferias e também um grande desafio para os empreendedores sociais. O centro do debate e a proposta dessa mesa está em como utilizar a “ferramenta criatividade” para transformar negócios e potencializar os resultados. Através de estudos de casos de empreendedores e de apoiadores de negócios da indústria criativa, algumas orientações são colocadas à mesa para auxiliar a estratégia de negócios sociais que buscam a inovação. 

PITCH: (Abertura da mesa com um breve relato de um empreendor sobre seu negócio criativo) Parabéns, te odeio é a primeira marca de presentes malcriados do Brasil. A criatividade foi um fator predominante que norteou a criação de Pedro, fundador da empresa que dividirá o conceito com os participantes. 

MESA: Edson Leite, chefe de cozinha e fundador do Gastronomia Periférica, Klaibert Miranda, educador, palestrante de inovação e cocriador do EmpreendeCasa; Flavia Viana, coordenadora de inovação social da OI Futuro, Effie Vourakis, gerente de Desenvolvimento de Economias inclusivas e Criativas do British Council Brasil. A mediação fica por conta dos educadores e empreendedores do Emperifa, negócio que apoia e forma empreeendedores com atuação na Zona Leste.

 

MESA 3

“Oficina de comunicação de impacto na (e para) quebrada”

A comunicação independente ganha cada vez mais espaço e força. E é pela ação dos coletivos das periferias que as narrativas são contadas e produzidas. São jornalistas, fotógrafos e youtubers comunitários que comunicam o dia a dia da quebrada para a própria quebrada. É nesse contexto onde a comunicação se tornou peça fundamental que a apropriação de meios e mensagem deve ser apropriada pelos seus próprios protagonistas. Nessa oficina mão na massa, comunicadores darão dicas de como empreender e comunicar na periferia. 

PITCH: (Abertura da mesa com a apresentação do webdocumentário Perimpacto)

A Aupa é uma plataforma de jornalismo com foco na produção de conteúdo sobre negócios de impacto social. Em parceria com a produtora Zine Filmes produziram um documentário sobre periferia, investimentos e iniciativas locais que será exibido para o debate: como produzir narrativas na periferia?

MESA: Léu Brito, fotógrafo e integrante do coletivo de fotografia da periferia “DiCampana”, Regiany Silva, jornalista e cofundadora do coletivo “Nós, mulheres da Periferia” de Artur Alvim; Cacau Ras, produtor cultural e criador do portal independente “Portal Cultura Leste”. A mediação fica por conta do cofundador do portal Aupa, Ivan Zumalde que atua na região leste com comunicação e empreendedorismo social.

 

13h15

ENCERRAMENTO

Diálogos da Leste e apontamentos para o futuro:

com Ana Paula Nascimento (Preta Produções) e Priscila Novaes (Kitanda das Minas)

 

13h30 às 15h

CONFRATERNIZAÇÃO

  • Apresentação do grupo de Samba “Sou do Samba ZL”
  • Mesas de empreendedores locais
  • Feira de Literatura Periférica
  • Feira de Artesanato
  • Venda da Cerveja artesanal da Periferia – Pokazideia/Gastronomia Periférica
  • Venda de culinária ancestral das mulheres negras – Kitanda das Minas

 


 

Confira os palestrantes:

 

Vivianne Naigeborin – Fundação Arymax

Pioneira na criação do campo de negócios de impacto no Brasil trabalha com empreendedorismo social há 20 anos. Atualmente é Diretora-superintendente da Fundação Arymax cujo novo foco de atuação é a inclusão produtiva de pessoas em situação de vulnerabilidade econômica no universo de trabalho. De 2007 a 2019 foi Assessora Estratégica da Potencia Ventures, tendo apoiado a criação de iniciativas-chave no país como Artemisia, Vox Capital, Impact Hub e Polo ANDE Brasil. De 2000 a 2007 trabalhou na Ashoka, como Diretora Internacional de Parcerias Estratégicas e de Integração da América Latina. Em 2014 foi selecionada pela Universidade de Yale como Yale World Fellow.

 

Matheus Cardoso – Moradigna

Nascido no Jardim Pantanal – periferia da Zona Leste, e criador do Moradigna, negócio de impacto com foco em reformas de casas para população de baixa renda, Matheus é um dos pioneiros no ecossistema de impacto com foco em moradia. Mestre em politicas públicas para habitação e empreendedor social, Matheus também é consultor e palestrante de inovação na Fábrica de Criatividade e TEDx e foi reconhecido pela Forbes como um dos jovens mais influentes do Brasil em 2018.

 

Edson Leite – Gastronomia Periférica

Edson Leite é chef de Cozinha, assistente social, Educador social e trabalhou em restaurantes importantes da Europa. No Brasil foi subchef do Clube Pinheiros – SP. Docente em organizações sociais na área de gastronomia para adolescentes. Fundador do Gastronomia Periférica e cocriador do aplicativo Gastronomia Periférica; hoje coordena e leciona a área técnica da Escola de Gastronomia Periférica, além de curador do Festival Sabor da Quebrada.

 

Effie Vourakis – British Council

É gerente de Projetos do British Council no Programa DICE (Developing Inclusive and Creative Economies) que apoia a economia criativa com o impacto social no Brasil, Egito, Paquistão, Indonésia e África do Sul. Foi Gerente de Projetos do Programa de Artes do British Council no Brasil  (2014-2016) na área de Museus, Artes Visuais, Arquitetura, Design e Moda. Trabalhou na Bienal de São Paulo e, durante os dez anos em que morou e trabalhou na Europa, foi curadora de artistas emergentes em Londres além de trabalhar com  produção e curadoria em várias bienais de arte como a 2ª Bienal de Artes de Moscou.

 

Débora Luz – Clube da Preta

Fundadora do Clube da Preta e influenciadora digital com 169 mil seguidores no Instagram e mais de 50 mil em seu canal no YouTube, a brasiliense de 29 anos formada em museologia pela Universidade de Brasília (UnB). No ambiente acadêmico, Débora passou a pesquisar sua ancestralidade africana e a questionar sua identidade, processo que a inspirou a assumir sua identidade, numa transição que a transformou em influência para outras centenas de milhares de mulheres afrodescendentes por todo o país. Desde então, ela se divide na atuação como empreendedora no Clube da Preta, ao lado do sócio, Bruno Brígida, e o trabalho com marcas de cosméticos como Natura, The Body Shop, Embelleze, Salon Line, L’Óreal, Neutrox, Skala e Quem Disse, Berenice?, entre outras.

 

Fabiana Ivo – A Banca/ANIP

Diretora pedagógica da produtora Cultural e Social A BANCA, pedagoga e graduanda em Letras, educadora com mais de 14 anos de experiência em redes nacionais de educação popular, direitos humanos e feminismo. Pesquisadora de Literatura Marginal, compõe a gestão da ANIP e busca nas ações dar destaque as mulheres empreendedoras no ecossistema de negócio de imapcto, seja o tradicional ou da periferia.

 

Greta Salvi – Fundação Tide Setubal

É mestre em sustentabilidade pela Universidad Politécnica de Cataluña e atuou em diferentes organizações como Agencia de Ecologia Urbana de Barcelona e Sistema B. Atualmente é coordenadora de inovação na Fundação Tide Setubal onde tem como missão articular diferentes oportunidades para empreendedores de periferias que contribuam para a redução de desigualdades sociais.

 

Ednusa Ribeiro – Meninas Mahin

Ednusa Ribeiro é Administradora, Gestora Pública no Governo do Estado de São Paulo Especializada em Gêneros e Etnias e Gestão de Recursos Humanos, que com a ajuda de Vilma Wicky coordenam o Coletivo Meninas Mahin tem como objetivo fomentar o empreendedorismo da mulher preta e contribuir no combate as desigualdades raciais mediante atividades afirmativas que são promovidas nas feiras Afro Meninas Mahin, através da prática interdisciplinar, ou seja, a integração com atividades: artesanais, artísticas, esportivas, musicais, literária, oficinas, ações de cidadania, entre outras.

 

Jane Aparecida Marques – EACH – USP Leste

Professora Associada na área de Comunicação e Marketing da Universidade de São Paulo, atua no Programa de Pós-Graduação Interunidades em Estética e História da Arte e no Mestrado Profissional em Empreendedorismo, ambos da Universidade de São Paulo, e no curso de Graduação e Marketing. Líder do Grupo de Pesquisa em Comunicação, Inovação e Criatividade, Jane se dedica a estudos nas áreas de marketing cultural e artístico, inovação, indústrias culturais e criativas e empreendedorismo.

 

Flávia Vianna – OI Futuro

Coordenadora de Inovação Social e Esporte do Oi Futuro, Flávia acredita no potencial humano e na capacidade de realizar conexões do bem para criar uma sociedade mais justa e com equidade. Foi com essa inspiração que mudou sua trajetória profissional nas áreas de gestão e negócios e há treze anos atua no apoio a organizações e empreendedores que buscam soluções inovadoras para transformação social. Coordena a área de inovação social e esporte no Oi Futuro, é mestre em administração pública pela Fundação Getúlio Vargas, pós graduada em Gestão de Risco pela UFF e graduada em economia e serviço social.

 

Priscila Novaes – Kitanda das Minas

Pesquisadora, cozinheira e produtora cultural. Formou-se em Técnica e graduanda em Gestão Empresarial pela Faculdade de Tecnologia – FATEC Mauá. É fundadora do Coletivo Mulheres de Orí onde lida com as questões voltadas ao desenvolvimento econômico das mulheres e enfrentamento a violência doméstica. Priscila é proprietária da Kitanda das Minas, empreendimento que utiliza a gastronomia afro-brasileira como instrumento para o empoderamento feminine e é coautora do livro “Ajeum – O Sabor das Deusas” que aborda temas como religiosidade, comércio de rua e patrimônio imaterial brasileiro.

 

Frederico Celentano –ADE SAMPA

Advogado formado pela USP, com graduação e pós-graduação em Ciências Políticas por Sciences Po – Paris e com mais de 20 anos de experiência em projetos de microfinanças, microcrédito e educação financeira para as populações de baixa renda, Frederico é atualmente Presidente da ADE SAMPA – Agência São Paulo de Desenvolvimento. Foi, entre 2016 e 2018, responsável pela reestruturação do FIDC Empírica Pérola; entre 2003 e 2016 coordenador de projetos no Itaú Unibanco e trabalhou em diversos estudos sobre microcrédito, crédito habitacional e empreendedorismo de baixa renda para o SEBRAE, PMSP, Banco Mundial, entre outros.

 

Ana Paula Nascimento – Preta Produções

Moradora de Cidade Tiradentes e proprietária da A.Preta Produções, Ana é formada em Pedagogia, e atua como educadora social e gestora de empreendedorismo de impacto social na articulação, mobilização, capitação e geração de renda nos territórios da zona leste e as demais regiões da cidade. Desenvolveu trabalhos com a UNICEF de 2014 à 2016 na PCU (Plataformas de Centro Urbanos/Mapeamento de violência e vulnerabilidade) e integrou o coletivo “Quilombo Urbano” e “Marcha das Mulheres Negras”. Ana também atuou no equipamento público do Centro de Formação Cultural Cid. Tiradentes (CFCCT), como Coord. Pedagógica e atualmente coordena a Feira de Exposição “EmpreendTiradentes” e “Primavera Empreendedora”.

 

Diego Ramos – 4way

Sócio Co-fundador e empreendedor social na escola de inglês “4way”, Diego é formado no curso técnico de Administração em Hotelaria pelo colégio e faculdades Eniac (onde aprendeu suas primeiras frases em inglês), Graduando em Introduction Business Managment pela Brigham Young University, é Gerente Comercial Júnior, atualmente cursando direito pela universidade Anhanguera. Prestou serviço voluntário como missionário religioso por 2 anos onde desenvolveu experiência em lidar com público e liderança de grupo, além de adquirir fluência no idioma inglês. Afiliado pelo conselho binacional de certificado TESOL, hoje influencer em construção e empreendedor social.

 

Diogo Bezerra – 4way

Sócio Co-fundador da escola de Inglês 4WAY, nascido e criado em São Paulo, Diogo é formado em Marketing pela Universidade Morumbi e no Pathway, programa de desenvolvimento de habilidades de liderança, pela faculdade americana BYU-Idaho. É também Embaixador da Rede Pense Grande da Fundação Telefônica. Diogo morou em Portugal por dois anos, assim como na Inglaterra e Espanha e, durante suas experiências, desenvolveu um amor ao Empreendedorismo Social, e acredita que através do ensino de Inglês de qualidade, jovens e adultos das periferias podem sim mudar suas realidades sociais.

 

Klaibert Miranda – Empreender Casa

Educador, EUpreendedor e palestrante apaixonado por criatividade, inovação, novas tecnologias e acima de tudo pelo ser humano e seu potencial infinito, Binho é designer digital por formação. Tem pós graduação em Inovações em Tecnologias Educacionais e Psicologia Positiva (ciência que estuda a felicidade), e é co-criador da EmpreendeCasa. Consultor nas áreas de Internet e Marketing Digital no Senac e SEBRAE, docente no Senac, Binho ministra cursos na área de internet, marketing digital, empreendedorismo e desenvolvimento pessoal, além de facilitador voluntário em alguns Projetos Sociais.

 

Cacau – Portal Cultura Leste

Nascido no bairro do Itaim Paulista, começou sua trajetória no Colégio Público Condessa Filomena Matarazzo onde foi responsável pela criação da primeira Rádio Escola de São Paulo em 1993 a Rádio Filó, projeto pioneiro na cidade. É Pós graduando em Psicologia Política pela Universidade de São Paulo –USP com o projeto de Educomunicação e especialista em  Cinema e Linguagem Audiovisual, pela Universidade Estácio. Ganhador de diversos prêmios no cinema e no jornalismo como o festival de cinema de GRAMADO, Cacau produziu diversos curtas metragens e atualmente é gestor da Casa de cultura do Itaim Paulista com o também produtor cultural Pedro Moreira. Juntos formam o portal de cultura independente Cultura Leste.

 

Regiany Silva de Freitas – Nós, Mulheres da Periferia

Moradora da zona leste é co-fundadora do coletivo Nós, mulheres da periferia. Gerente de produtos no Portal Porvir, formada em Design Digital, pela Faculdade Impacta, com pós-graduação em Mídia, Informação e Cultura pelo CELACC, USP e mestre em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, pela PUC São Paulo. Atua no coletivo jornalístico “Nós, mulheres da periferia” que tem como principal diretriz disseminar conteúdos autorais produzidos por mulheres a partir da perspectiva de mulheres, tendo como fio condutor editorial a intersecção de gênero, raça, classe e território.

 

Léu Britto – Di Campana

Léu Britto fotógrafo autodidata desde 2007. Iniciou sua carreira no Jornalismo dentro dos veículos Rede Brasil Atual, Agência Mural de jornalismo das Periferias, União Popular de Mulheres e Agência Popular de Cultura Solano Trindade. Empreendeu entre 2014 a 2017 na casa GOMA. Foi educador no Instituto Criar de Cinema, Fábrica de Cultura do São Luís e Programa Nextel – Espaço Agiliza 2018 e 2019. Já expos, individualmente na MONOGaleria em Fev 2017 no Sesc Campo Limpo e no “Otros Carnavales”. É integrante do DiCampana Foto Coletivo, desde 2016.

 

Pedro Barreto – Parabéns te odeio

Pedro Barreto é publicitário, marketeiro e designer, que usa a comunicação como ferramenta de luta social e política. Criou a Parabéns, Te Odeio! a primeira marca de presentes malcriados do Brasil. A empresa materializa brincadeiras e indiretas em ótimos presentes criativos com um pitadona de malcriação e diversão. Para Pedro a Parabéns, Te Odeio! é mais do que apenas uma empresa que vende presentes criativos, é uma empresa que ajuda as pessoas a lidarem com coisas difíceis de serem faladas.

 


 

Atividades culturais

Andrio – poeta
Ator, escritor, educador e  produtor, Andrio é um artista da periferia de São Paulo, que dialoga com o público por múltiplas linguagens. Fundou o projeto Filhos de Ururaí, onde realiza intervenções poéticas nos vagões de trens da CPTM e Metrô. Lançou seu primeiro livro de poesias, “Dente de Leão” em 2017 e em 2019 a convite da fundação Educar D Paschoal, compõe a coletânea Leia Comigo, autor do livro “Corre”, romance juvenil sobre projeto de vida.

Nathielly Janutte – poeta
Poeta e ativista social, já atuou em coletivos culturais, em organização de saraus em Guaianases, atualmente circula com sua primeira publicação independente “Florescer”, um livreto de poesias sobre e para mulheres em processo de reconstrução de sí. Rueira da selva de pedra, flor, hora de aço, agente de redução de danos e estudante de pedagogia.

Sou do Samba ZL – grupo musical
O projeto “Sou do samba ZL” é originário da Zona Leste, no bairro do Itaim Paulista no Jardim Camargo Velho. O grupo foi criado em maio de 2018 em uma resenha na quadra de futsal e, desde então, Gilberto, Guilherme, Flavinho em conjunto com todo grupo vem atuando na região. O Grupo tem ainda como objetivo ajudar o próximo em diversas ações sociais e carrega o lema “Juntos somos mais fortes”

 

 

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome